MRV.gif

Dentil/Praia Clube tem muito trabalho, mas vence o Fluminense

Por Wilson Barbosa 19/02/2022 - Sábado - Fevereiro


Dentil/Praia Clube 3 x 2 Fluminense

(Foto: Eliezer Esportes)



Em Uberlândia, líder da Superliga precisou de cinco sets para bater o aguerrido Flu.


O Dentil/Praia Clube segue firme na liderança da Superliga feminina 2021/2022. Nesta última sexta-feira (18), jogando em Uberlândia, o time dirigido por Paulo Coco superou com enormes dificuldades o Fluminense por 3 sets a 2, parciais de 25-18, 23-25, 25-20, 23-25 e 15-13, pela sétima rodada do returno.


Foi o 17° resultado positivo das mineiras em 18 partidas disputadas, chegando aos 48 pontos. Já o Tricolor perdeu pela oitava vez e segue em sexto lugar, com 29 pontos.

Jineiry Martinez foi eleita a melhor em quadra e levou o Troféu VivaVôlei por intermédio da escolha dos telespectadores do Sportv.



O Praia mais uma vez não contou com a oposto dominicana Brayelin Martinez e com a líbero Suelen, lesionadas. Sem a principal atacante e com a substituta Ariane bem marcada, o time de Uberlândia precisou transformar coadjuvantes ofensivas em protagonistas. A central Jineiry Martinez foi a bola de segurança de Claudinha, anotando 16 pontos. A ponteira Anne, com 17, liderou as mineiras na pontuação.


O Flu, com ânimo renovado após derrotar o Osasco/São Cristóvão Saúde, mostrou seu já conhecido poderio no bloqueio. As centrais Lara e Lays fizeram seis pontos cada no fundamento. A ponteira Paula Mohr foi outra a fazer quatro blocks no jogo. No total, foram 21 pontos tricolores.


A maior pontuadora do Fluminense e do jogo foi a oposto Kimberly, com 19.

Em vários momentos da partida, a linha de passe das duas equipes oscilou demais. A irregularidade no fundamento foi a maior responsável por fazer Praia e Fluminense tomarem ou fazerem vários pontos em sequência.


Já um lado positivo foi o bom trabalho das defesas e das coberturas, proporcionando vários pontos longos durante o confronto. E as líberos Lelê e Ju Perdigão merecem muito crédito por isso.


No tie-break, um retrato da montanha russa do duelo. O Flu começou muito bem e conseguiu tirar Anne de quadra em uma passagem de Lara pelo saque. Com Vanessa Janke em quadra (Tainara já havia substituído Ariane), o Praia viu o rival ter a chance de fazer 6 a 2, mas Kimberly desperdiçou uma bola de cheque. As donas da casa reagiram e empataram em 6 a 6. Schmitz pediu tempo para tranquilizar as jogadoras e voltou a comandar o placar na sequência: 9 a 6 e depois mantendo a frente com 12 a 9. Mas o Praia Clube voltou a mostrar força e, com Carol marcando dois dos últimos três pontos no block, virou para 15 a 13. A vice-campeã olímpica em Tóquio terminou com sete pontos de bloqueio.


Na próxima terça-feira (22), o Fluminense voltará a jogar no seu ginásio, nas Laranjeiras, no Rio, diante do Curitiba, às 19h. O Dentil/Praia Clube também jogará no Rio de Janeiro, no mesmo dia, mas no Tijuca, às 21h30, contra o Sesc RJ Flamengo.


Fonte: https://webvolei.com.br/

Últimas Notícias
Principais Assuntos