MRV.gif

Petr Yan vence José Aldo por nocaute e conquista cinturão dos galos no UFC 251

12 Jul 2020

Petr Yan (foto) bate José Aldo por nocaute e conquista cinturão dos galos no UFC 251

(Foto: Reprodução/Instagram)

 

 

Brasileiro mostra raça nos primeiros rounds, mas acaba surpreendido pela pressão do russo no último round.

 

Acabou o sonho de José Aldo e a divisão dos galos (até 61,2kg.) tem um novo campeão. No confronto entre o brasileiro e Petr Yan, realizado neste sábado (11), pelo UFC 251, o russo levou a melhor e conquistou o título vago da categoria. Em um confronto tenso e equilibrado, Yan surpreendeu o manauara no quinto round e conquistou mais um nocaute na carreira.

 

O embate entre o brasileiro e o russo era bastante aguardado, pois representaria uma nova etapa na categoria dos galos após a aposentadoria do ex-campeão, Henry Cejudo. Após muita expectativa, Petr, que está invicto no Ultimate, dá início ao seu reinado.

 

 

Neste último sábado (11), Aldo tinha a oportunidade de fazer história dentro da organização. Caso vencesse, o manauara poderia se tornar o primeiro atleta, entre os homens, a conquistar dois cinturões em divisões distintas.

 

Esta foi apenas a segunda apresentação de José entre os galos do Ultimate. Apesar de duas boas performances, o brasileiro segue sem vencer na nova categoria.

 

A luta

 

Os atletas começaram o confronto trocando jabs no centro do octógono. O russo arriscou um chute alto, que parou na guarda do brasileiro, que respondeu com um cruzado. José desferiu um chute baixo e o russo respondeu rapidamente. Petr surpreendeu o brasileiro com uma bomba de direita, que obrigou o manauara a caminhar para trás. Após o susto, Aldo soltou mais um chute baixo que levou o russo ao chão. Yan se levantou e os atletas passaram a se estudar. Aos poucos, Aldo se soltava no confronto, mas acabou sendo surpreendido com um soco. José sentiu um soco no chão, mas acabou sendo salvo pelo gongo.

 

Após o susto, Aldo voltou para o confronto e arriscou um chute frontal no peito do oponente. Yan tentava encontrar a distância, mas se cuidava para não ser tocado pelo brasileiro. O manauara começava a soltar seus famosos chutes e balançavam o russo. Os chutes do brasileiro pareciam incomodar Petr, que trocava de base para tentar confundir José. Na metade do round, o russo tentava pontuar com jabs e direto, mas o brasileiro mostrava perigo nos contragolpes. Próximo do fim do round, Aldo conseguiu conectar uma sequência de três diretos e passava a acuar Yan. Em desvantagem, o russo tentava se reencontrar na luta, mas esbarrava nas investidas do brasileiro. O confronto seguiu tenso até que o cronômetro zerou.

 

A terceira etapa começou com José desferindo um chute potente na linha de cintura do rival. Petr respondeu com um direto de esquerda, mas o manauara seguia caminhando para frente. A luta era tensa e com chance de nocaute para ambos os lados. Aldo conectou dois ganchos na linha de cintura de Yan e voltou a pressionar o oponente com uma sequência de socos. Mesmo em desvantagem, o russo seguia perigoso nos contra-ataques. No minuto final, Yan se soltou e encaixou uma combinação de socos no brasileiro. Os ataques não intimidaram o manauara, que abaixou a guarda e caminhava para frente. O assalto terminou com os atletas no clinch.

 

Logo no início do quarto round, Petr partiu para cima do brasileiro com uma sequência de socos que foram defendidos pelo manauara. Aldo respondeu com dois diretos e um gancho na linha de cintura. O russo conectou outro direto no rosto de José, mas o brasileiro não recuava. Na metade do assalto, o manauara começou a diminuir o ritmo e economizava nos ataques. Yan tentava encurralar o manauara, mas o brasileiro se mostrava atento. O russo seguia em vantagem na etapa e José passava a caminhar para trás. Yan conseguiu derrubar o brasileiro e desferia golpes de cima para baixo. A pressão era grande sobre Aldo, mas, não havia mais tempo.

 

No começo do último round, um direto limpo no rosto abalou Aldo, que se desequilibrou e acabou sendo levado para o chão. O russo partiu para cima e golpeava o manauara com socos e cotoveladas. Em desvantagem, Aldo se defendia como podia, mas Yan seguia aproveitando o bom momento. Petr continuava atacando o brasileiro e buscava o nocaute. O manauara mostrava pouca reação era presa fácil da pressão de Yan. Petr seguiu golpeando até que o árbitro interrompeu o confronto.

 

Resultados do UFC 251

 

CARD PRINCIPAL

 

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Jorge Masvidal na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 49-46) – Luta por cinturão

 

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão dividida dos juízes (48-47, 48-47, 48-47) – Luta por cinturão

 

Peso galo: Petr Yan derrotou José Aldo por nocaute a 3m24s do R5- Luta por cinturão

 

Peso palha: Rose Namajunas derrotou Jéssica Bate-Estaca na decisão dividida dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

 

Peso mosca: Amanda Ribas finalizou Paige VanZant com uma chave de braço 2m21s do R1

 

CARD PRELIMINAR

 

Peso meio-pesado: Jiri Prochazka derrotou Volkan Oezdemir por nocaute a 49s do R2

 

Peso meio-médio: Muslim Salikhov derrotou Elizeu Capoeira na decisão dividida dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

 

Peso pena: Makwan Amirkhani finalizou Danny Henry com um triângulo de mão a 3m15s do R1

 

Peso leve: Léo Santos derrotou Roman Bogatov na decisão unânime dos juízes (29-26, 29-26, 29-26)

 

Peso pesado: Marcin Tybura derrotou Maxim Grishin na decisão unânime dos juízes (30-2, 30-27, 30-26)

 

Peso mosca: Raulian Paiva derrotou Zhalgas Zhumagulov na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

 

Peso galo: Karol Rosa derrotou Vanessa Melo na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-27)

 

Peso galo: Davey Grant derrotou Martin Day por nocaute a 2m38s do R3

 

Fonte: https://www.superlutas.com.br/

Assunto:

Please reload

BANNER20.png
Últimas Notícias
Please reload

Principais Assuntos
Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon