Nubia alcança índice para o Mundial de Doha no salto triplo

22 Jun 2019

Nubia obtém índice para o Mundial (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

 

 

 

A mineira terminou em quarto lugar na prova do Meeting Ibero-Americano de Huelva, na Espanha, que registrou a melhor marca do mundo de 2019, alcançada pela venezuelana Yulimar Rojas, com 15,06 m.

 

A mineira Nubia Aparecida Soares (Orcampi Unimed) obteve qualificação para o Mundial de Doha, no Catar, ao conseguir a marca de 14,28 m (1.7) no Meeting Ibero-Americano de Atletismo, disputado nesta quinta-feira (20/6), em Huelva, na Espanha. A brasileira terminou em quarto lugar na prova, com o melhor resultado de 2019.

 

Nubia está morando em Guadalajara, também na Espanha, onde treina com o técnico cubano Iván Pedroso, campeão olímpico e tetracampeão mundial no salto em distância.

 

A vencedora da prova foi a venezuelana Yulimar Rojas, campeã mundial em Londres 2017, que quebrou o recorde pessoal com 15,06 m (1.1), o melhor resultado de 2019. A cubana Liadagmis Povea ficou com a medalha de prata, com 14,45 m (0.5), seguida da espanhola Ana Peleteiro, com 14,33 m (0.7). Nubia, que já liderava o Ranking Brasileiro da prova, com 14,15 m (1.5), foi convocada para os Jogos Pan-Americanos de Lima.

 

No lançamento do disco, Andressa de Morais (Pinheiros) terminou em terceiro lugar, com 63,90 m, marca alcançada na terceira tentativa, e Fernanda Borges (IEMA), quarta colocada, com 62,01 m, ratificaram índices para o Mundial de Doha. As cubanas Denia Caballero e Yaimé Pérez ficaram com as medalhas de ouro e de prata, com 69,20 m e 67,27 m, respectivamente.

 

Já no salto em distância, o mato-grossense Eberson Matucari (Cantão Atletismo-MT) levou o bronze, com 7,56 m (0.5). O cubano Maykel Demetrio Masso foi o vencedor, com 7,83 m (0.6), seguido do chinês Zhang Yaoguang, com 7,78 (0,6).

 

No arremesso do peso feminino, Geisa Arcanjo terminou em sétimo lugar, com 16,47 m, marca obtida na sexta e última tentativa válida. O título ficou com a alemã Sara Gambetta, com 18,40 m.

 

Nos 400 m com barreiras, Mikael Antonio de Jesus terminou em sexto lugar, com 50.85.

 

Na 58ª edição do Ostrava Golden Spike, disputado nesta quinta-feira (20/6), em Ostrava, na República Tcheca, o brasileiro Augusto Dutra (Pinheiros-SP) ratificou os índices para o Pan-Americano de Lima e para o Mundial de Doha, no Catar, ao ficar em terceiro lugar na prova do salto com vara, com 5,71 m.

 

O campeão foi o norte-americano Sam Kendricks, o mais consistente atleta desta temporada na especialidade, com 5,93 m, seguido do polonês Piotr Lisek, com 5,71 m, medalha de prata.

 

Fonte: http://www.cbat.org.br/novo/

Assunto:

Please reload

BANNER20.png
Últimas Notícias
Please reload

Principais Assuntos
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

  • Facebook - Black Circle
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon