MRV.gif

Brasileiras disputam circuitos de golfe no exterior mirando Tóquio


Luiza Altmann e Luciane Lee são as golfistas profissionais do Brasil de maior destaque (Foto: Divulgação CBGolfe)

De olho em Tóquio 2020, brasileiras disputam circuitos profissionais no exterior em busca de pontos. Luiza Altmann e Luciane Lee são as principais referências.

As golfistas profissionais do Brasil começam a temporada 2019 da mesma forma que os atletas masculinos: de olho na classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Luiza Altmann e Luciane Lee são, atualmente, as principais referências em atividade da modalidade. As duas disputam circuitos no exterior em busca de pontos no ranking internacional. Além delas, a Confederação Brasileira de Golfe (CBGolfe) aposta em jovens promessas para fortalecer a categoria feminina no país.

Luiza Altmann é em 2019 a brasileira em atividade com melhor colocação no ranking mundial feminino, na posição de número 1.033. Após iniciar o ano participando do reality show Cinderella Story, na Ásia, ela se prepara para a disputa do Symetra Tour, que terá 24 eventos. “Estou focada no Symetra. Por contrato, não posso divulgar o resultado do reality show até a temporada passar na TV, mas, por ter participado desse programa, tenho possibilidade de jogar também vários torneios do KLPGA, que dão grande pontuação para o ranking mundial”, afirma Luiza. “Será um ano puxado, mas graças ao apoio estou recebendo da CBGolfe, tenho convicção que serei bem-sucedida na temporada”.

Luiza aproveitou a pré-temporada para a gravação do programa, que será exibido no Golf Channel e reuniu dez das melhores jogadoras profissionais de golfe da Ásia. As filmagens iniciaram em 21 de janeiro, na Coreia do Sul e na Malásia. As golfistas se enfrentaram em diferentes desafios relacionados ao esporte. Após o término das disputas, as duas finalistas que acumularem a maior quantidade de pontos ganharão um convite para disputar o tour profissional asiático de 2019.

Já Luciane Lee ocupa a 1.054ª colocação no ranking e também irá disputar o Symetra Tour. “Já tenho status e paguei o meu membership, agora estou na fase de escolher em quais torneios vou entrar”, disse Luciane. “Outra alternativa que tenho em mente é disputar alguns Monday Qualifiers para o LPGA (circuito profissional americano)”.

A corrida olímpica, para as mulheres, começou em 8 de julho de 2018 e vai até 29 de julho de 2020, bem próximo ao início dos Jogos de Tóquio. Estima-se que é preciso estar entre as 495 melhores do ranking, para entrar na lista das 60 golfistas olímpicas.

Fonte: http://www.olimpiadatododia.com.br/

Últimas Notícias
Principais Assuntos
  • Facebook - Black Circle
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon