MRV.gif

São Silvestre, etíope e queniana vencem corrida e mantêm tradição

31 Dec 2018

Belahy Bezabh da Etiópia vence a Corrida de São Silvestre (Foto: Divulgação/TV Gazeta)

 

 

 

 

A 94ª edição da tradicional Corrida Internacional de São Silvestre aconteceu sob sol forte na manhã deste domingo, 31 de dezembro, em São Paulo, e terminou - mais uma vez - com vitória do Quênia e da Etiópia, e a sina dos brasileiros continua. No masculino, o etíope Belay Bezabh conquistou a prova, com o tempo de 45min05s. Pelo lado feminino, a queniana Sandrafelis Tuei faturou o primeiro lugar da competição, com 50min02s. Os brasileiros melhores colocados foram Giovani dos Santos e Jenifer Nascimento Silva, ambos na oitava posição.

 

O pódio das categorias feminino e masculino foram compostos por africanos e um atleta do Bahrein.

 

Depois do Brasil (29), o Quênia é o país com maior número de títulos masculinos da São Silvestre, com 15. No lado feminino, o país africano domina com sobras: são 13 conquistas, cinco a mais que Portugal, vice-líder da lista com sete.​

 

O atleta brasileiro Valdir de Oliveira tentou acompanhar o ritmo dos estrangeiros, contudo não conseguiu seguir na disputa pelas primeiras colocações. O confronto para o triunfo ficou entre a Belahy Bezabh e Dawitt Admasu. O etíope faturou a ultrapassagem nos metros finais e conquistou pela primeira vez. Já o bicampeão da Corrida de São Silvestre amargou a segunda colocação.

 

O terceiro lugar ficou o etíope Amdework Walelegn, com 45min15s. Em seguida, muito próximos também, os países de Tanzânia e Uganda. O Brasil, por sua vez, comemorou o oitavo lugar, com Giovanni dos Santos, melhor atleta brasileiro no circuito.

 

PELO FEMININO

 

A queniana Paulini Kamulu, de 34 anos, que foi a terceira colocada da meia maratona de Valencia (ESP), parecia não ter dificuldades na prova, mas teve surpresa no quilômetro final. Desde o início da corrida, Kamulu deixou claro que queria conquistar a vitória ao abrir diferença de 100m, porém a compatriota Sandrafelis Tuei conseguiu uma ultrapassagem nos últimos metros. No ano passado, Flomena Cheyech, também queniana, completou o circuito de 15km, em 50min18s. Já Tuei cravou com 50min de prova.

 

Kamulu veio logo atrás, com 50min18s, e amargou a segunda posição depois de liderar a prova até o quilômetro 14. A disputa pela terceira posição foi intensa entre a etíope Mestwaud Truneh e Ester Kakuri, do Quênia. A etíope levou a melhor e comemorou a terceira colocação.

 

A primeira brasileira a cruzar linha de chegada foi Jenifer do Nascimento Silva, que ficou com a oitava posição da corrida e comentou sobre o resultado.

 

- Fico muito feliz. Vinha de uma temporada muito produtiva e com esforço consegui um resultado muito bom, melhor do que a última vez que participei. Aos poucos, a gente vai evoluindo, crescendo para sempre chegar lá na frente - concluiu.

 

CONFIRA ABAIXO COMO FICOU O PÓDIO:

 

Masculino:
1º Belay Bezabh (Etiópia) - 45m03s
2º Dawitt Adamsu (Bahrein) - 46m06s
3º Amdework Tadese (Etiópia) - 45m13s
4º Emmanuel Gisamoda (Tanzânia) - 45m23s
5º Maxwell Kortech Rotich (Uganda) - 45m45s

 

Feminino:
1ª Sandrafelis Tuei (Quênia) - 50m02s
2ª Pauline Kamulu (Quênia) - 50m19s
3ª Mestawut Truneh (Etiópia) - 52m45s
4ª Esther Kakuri (Quênia) - 52m47s
5ª Birthukan Alemu (Etiópia) - 53m06s

 

Participantes da 94ª edição da São Silvestre, na Avenida Paulista, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (31/12/2018) (Foto: MISTER SHADOW/ASI / Estadão Conteúdo)

 

Fonte: https://www.lance.com.br/

Please reload

BANNER20.png
Últimas Notícias
Please reload

Principais Assuntos
Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon