MRV.gif

Gigante Chapecoense conquista primeiro título após tragédia


A Chapecoense conquistou a Taça Sandro Pallaoro 2017 (Foto: Getty Images)

O futebol é realmente uma fábrica de emoções e momentos espetaculares. É a melhor invenção do homem.

Apenas 137 dias depois do acidente aéreo que matou quase todo o seu elenco e parte da diretoria, a Chapecoense entrou em campo na Arena Condá, na tarde deste sábado (15), para fazer história e emocionar todo o mundo.

Com uma campanha fantástica e embalando oito vitórias seguidas, a Chape conquistou seu primeiro título após a tragédia, o segundo turno do Campeonato Catarinense, e a conquista tem um simbolismo especial.

Não apenas pelo passado recente, mas também porque o torneio carrega o nome do maior presidente da história da Chapecoense, Sandro Pallaoro, uma das 71 vítimas do acidente na Colômbia, que batiza o troféu do segundo turno catarinense.

A conquista da Chape veio com uma rodada de antecedência, após o triunfo por 2 a 0 no clássico contra o Joinville. Quem abriu o placar foi o lateral-esquerdo Reinaldo, um dos destaques da equipe na temporada. Aos 33 minutos, ele lançou lateral na área, a defesa do JEC se enrolou e, após toque na mão de um defensor, o pênalti foi marcado. Reinaldo não desperdiçou.

O segundo tento foi do atacante Túlio de Melo, que fechou a conta dos 38 minutos do segundo tempo, após tabelar com Andrei Girotto.

Campeã do segundo turno, a Chapecoense vai encarar o Avaí, campeão do primeiro turno, na final do Campeonato Catarinense.

Ficha Técnica

Chapecoense 2x0 Joinville

Chapecoense: Artur Moraes, Apodi, Nathan, Luiz Otávio e Reinaldo; Luiz Antônio (Moisés Ribeiro), Andrei Girotto e João Pedro; Rossi, Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur (Niltinho).

Técnico: Vagner Mancini

Joinville: Matheus; Caíque, Danrlei, Max (Henrique Mattos) e Fernandinho; Roberto, Tinga (Aldair), Fabinho Alves, Breno e Alex Ruan (Mateus Silva); Bruno Batata.

Técnico: Fabinho Santos

Gols: Reinaldo de pênalti, aos 33 minutos do primeiro tempo. Túlio de Melo aos 38 minutos do segundo tempo.

Local: Arena Condá, em Chapecó

Data: 15 de abril (sábado)

Público: 12.104

Renda: R$ 244.840

Arbitragem: Sandro Meira Ricci (Fifa), auxiliado por Carlos Berkenbrock (CBF) e Thiago Americano Labes (CBF).

Cartões amarelos: Moisés Ribeiro, João Pedro, Artur Moraes e

Nathan (Chapecoense), Bruno Batata e Danrlei (Joinville)

Cartões vermelhos: não houve

Fonte: https://esportes.yahoo.com/

Últimas Notícias
Principais Assuntos
  • Facebook - Black Circle
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon